ENTREVISTA – O Livreiro

“Para quem está acostumado a lidar com o mainstream da produção de histórias – livros, roteiros, filmes, peças – as fanfics têm um cheiro estranho. Partem de universos já criados, geralmente por livros estrangeiros que vendem como pão quente, são escritos por gente jovem e raramente são publicados em algum lugar além da internet. Mas basta apenas mergulhar (deixando os preconceitos na borda) para descobrir um mundo de gente que lê muito, escreve muito e pensa  desde cedo em histórias, o que funciona ou não, qual a melhor maneira de contar. Pedimos então a uma legítima fanfiqueira, Brunella França, moderadora da comunidade sobre o tema em O Livreiro, para entrevistar uma emérita fanfiqueira, Lhaisa Andria, que acaba de lançar um estudo sobre o assunto. Pronto para a viagem?”